Home » Terapias

Compulsão Alimentar Periódica (TCAP)

A ingestão descontrolada de alimentos sem atitudes compensatórias quanto ao ganho de peso, caracteriza a compulsão alimentar periódica.

mulher comendo e varios alimentos sobre a mesaO comer compulsivamente durante um pequeno período de tempo e sem controle sobre o impulso para comer, ingerindo em excesso grande quantidade do consumo dos alimentos, é o que caracteriza a compulsão alimentar periódica. Para sua confirmação os episódios devem ocorrer pelo menos dois dias por semana nos últimos 6 meses.
Outra característica importante são as tentativas repetidas e frustrantes de realizar dietas e regime, que podem ser mantidas por um tempo, porém o constante fracasso faz com que a pessoa abandone qualquer método que restrinja o consumo alimentar.
O que mais preocupa é a sensação do descontrole no comer, não sendo realizadas tentativas de provocação de vômito ou outras tentativas de não aumento do peso como acontece na bulimia.
A pessoa que possui a compulsão sente-se desconfortável e se autocondena em vista de sua compulsão, sentindo vergonha, nojo ou culpa, são pessoas que geralmente tem baixa autoestima e acabam pouco a pouco se distanciando de relações afetuosas, do convívio social e do trabalho.
Diagnosticada pelo DSM como transtorno da compulsão alimentar periódica, em 51% dos casos é constatado também depressão ou transtorno de ansiedade, transtorno do pânico, transtorno obsessivo compulsivo e estresse, pois em circunstâncias estressantes o cortisol é liberado estimulando a fome em seguida a compulsão e conseqüentemente o aumento do peso.
Estes outros transtornos psicológicos que são associados significam que o comer compulsivo é conseqüência de fatores emocionais, por isto a compulsão vai além da necessidade fisiológica de alimentar-se.

Compulsão Alimentar e Obesidade

mulher preocupada com as mãos na cabeçaA compulsão é o que distingue o transtorno da compulsão alimentar periódica da obesidade, ou seja, a pessoa obesa apresenta apenas a característica do peso, já neste transtorno junto ao peso somasse a compulsão e algum outro transtorno mental já citado. Pessoas com peso normal podem ter esta compulsão e o obeso também, porém não é necessariamente uma característica conseqüente da obesidade. Pois, pessoas que possuem este transtorno chegam a ingerir mais alimentos do que as pessoas com obesidade.

Compulsão Alimentar Tratamento

mão em direção a geladeiraA realização de psicoterapia é primordial, pois visa o tratamento da compulsão e a depressão. Uma das opções mais indicadas atualmente é a terapia cognitivo-comportamental, pois tem apresentados resultados eficazes e melhora satisfatória. Associado a terapia é necessária a prescrição médica de antidepressivos que diminui a intensidade dos sintomas depressivos atuando também na redução da compulsão. Os inibidores de apetite também são recomendados, pois atuam diretamente no SNC e os anticonvulsivantes agem na diminuição de apetite e a perda de peso.
Juntamente com a terapia e a medicação é importante buscar também orientações nutricionais e regular as refeições.

As características da compulsão alimentar periódica ainda não foram definitivamente definidas, muitas pesquisas estão sendo realizadas para melhor categorização.

Publicado por Lucimari
Revisado em 02/12/2012

Compartilhar

Receba novidades

Comentar