O que é a compulsão alimentar noturna

Uma síndrome da sociedade contemporânea, a compulsão alimentar afeta 1,5% da população. Conheça o que é a compulsão alimentar noturna.

Compulsão alimentar noturna

Desde a Segunda Guerra Mundial, a sociedade possui um acesso rápido e fácil aos alimentos, os quais passaram a ser produzidos em larga escala. Tais medidas instaladas pelo governo têm como intuito, distribuir os diferentes alimentos durante o ano todo para baixar o preço e tornar os produtos mais acessíveis para a população.

Foi devido a essas mudanças que o alimento deixou de ser importante para suprir as necessidades do organismo e passou a ser associado ao prazer e ao estilo de vida contemporâneo, em que o acesso aos alimentos é tão fácil que a aquisição e o desperdício se tornaram gigantes.

É devido a esse pensamento que muitas pessoas sofrem com transtornos alimentares, entre eles, a compulsão alimentar que vem se tornando cada vez mais comum na sociedade, em que o padrão alimentar é recorrente a uma quantia exagerada de alimentos muitas vezes hipercalóricos e pouco nutritivos, ingeridos rapidamente. Veja mais sobre a compulsão alimentar noturna.

Compulsão alimentar noturna causas

Diferente do quadro de compulsão alimentar periódica, a compulsão alimentar noturna atinge indivíduos que se alimentam de maneira saudável durante o dia, mas que ao anoitecer ingerem o equivalente a 50% da ingestão alimentar diária.

Causas da compulsão alimentar noturna

A compulsão alimentar noturna pode aparecer devido a quadros de ansiedade, em que a pessoa fica ansiosa para realizar as tarefas do dia seguinte, pela presença de quadros depressivos ou de pânico, daí a pessoa começa a comer compulsivamente para diminuir o pânico e as crises de depressão, ou também, por um sofrimento psíquico, tristeza e angústia.

Compulsão alimentar noturna sintomas

A maioria das pessoas que sofrem de compulsão alimentar noturna apresentam perda de apetite durante a manhã, sofrem com distúrbios do sono, entre eles, a insônia ou o sono fragmentado e levantam-se várias vezes durante a noite para comer, o que causa sonolência durante o dia, fadiga, dor de cabeça, irritabilidade, déficit de atenção e concentração e descontrole emocional.

Sintomas da compulsão alimentar noturna

Além desses sintomas, a pessoa começa a apresentar um ganho de peso exagerado que muitas vezes é inexplicável diante da prática alimentar realizada durante o dia e, com o decorrer do tempo, a pessoa pode apresentar problemas de saúde, como diabetes, colesterol alto e hipertensão.

Como controlar a compulsão alimentar noturna

Como o problema atinge cerca de 1,5% da população em geral e 8% dos obesos, a síndrome ainda não possui um consenso sobre o tratamento, mas, em geral, recomenda-se o uso de medicamentos que aliviem a ansiedade e os problemas que possam estar causando a compulsão alimentar e que melhorem a qualidade de sono do paciente, bem como uma terapia nutricional e educação nutricional para ensinar que a comida deve sim dá prazer, mas, antes disso, ela deve suprir as necessidades do nosso organismo, psicoterapias para trabalhar os problemas com a depressão, tristeza e ansiedade e, se for necessário, incentivar a prática de exercícios físicos e o apoio da família.

Controle da compulsão alimentar noturna

Por se tratar de um problema pouco comum, muitas pessoas não procuram ajuda médica, mas, se a compulsão alimentar noturna persistir por mais de três meses, é recomendado à busca por ajuda especializada para evitar problemas decorrentes do sobrepeso e obesidade e dos maus hábitos alimentares.

Quer saber mais sobre a compulsão alimentar? Então, assista ao vídeo que segue abaixo.

Publicado por Thais
Revisado em 19/08/2015

Compartilhar

Comentar com Facebook

Receba novidades

Comentar