Home » Terapia

Terapia infantil técnicas

Não são apenas os adultos que precisam de psicólogo. As crianças também têm problemas que afetam seu desenvolvimento. Saiba mais:

Criança brincando

Os problemas psicológicos são comuns entre crianças e adultos. Por diversos casos e diversos motivos, e ambos necessitam de um acompanhamento psicológico, de acordo com o seu problema a sua idade. A terapia infantil é indicada para que seja possível compreender os problemas, pois os filhos, diferentemente dos pais, não sabem expressar suas emoções com palavras, assim a melhor maneira de descobrir o problema é utilizar práticas lúdicas como desenhos, brincadeiras e contos de fadas para poder entender o que a criança sente.

Entenda melhor como funciona essa terapia e as técnicas utilizadas.

Terapia comportamental infantil técnicas

Menina desenhando

Para poder entender o comportamento infantil, a terapia comportamental inclui uma conversa com os pais e familiares, perguntando sobre como é a criança em casa, o que os levou a procurar ajuda profissional e se ela apresenta um comportamento fora dos padrões. Os problemas comportamentais estão relacionados com conflitos emocionais, ou seja, algum trauma seja esse dentro ou fora de casa, ou até na escola.

Com a criança, a conversa segue para também encontrar essas respostas, porém a abordagem é diferente. Muitas vezes o paciente não tem capacidade de explicar o que está acontecendo de errado, para isso o profissional usa maneiras lúdicas, como brincadeiras para poder entender o seu comportamento.

Analisando a base familiar, os sonhos que essa criança já teve e as regras que seriam necessárias seguir dentro de casa, também são de grande ajuda para desvendar o problema e encontrar a solução.

Técnicas de terapia psicológica infantil

Criança com tinta nas mãos

As técnicas utilizadas nas sessões, que duram 50 minutos, utilizam muito a técnicas lúdicas, onde o psicólogo estuda a maneira que a criança constrói o seu universo dentro das brincadeiras, revelando assim seus problemas, medos e ansiedades.

Criar fantasias com o uso de máscaras e fantoches pode incentivar a criança a contar os fatos que foram os responsáveis por afetarem seus comportamentos, facilitando o contato entre paciente e psicólogo, onde o problema é exposto e a solução é apresentada a criança da mesma maneira. As pinturas e massas de modelar também podem ser muito úteis nesse aspecto.

Através do comportamento da criança durante essas pequenas atividades, o terapeuta é capaz de desvendar suas frustrações e expectativas, podendo assim a intervenção emocional em seu paciente.

A participação dos pais e/ou familiares também é muito importante, pois em muitos casos estão vinculados ao problema, sendo necessário que esses compreendam o que afeta o desenvolvimento da criança.

Técnicas terapia ocupacional infantil

Criança pegando o sol pintado

A terapia ocupacional é aquela onde é trabalhado com o paciente as ocupações e movimentos que deveriam ser feitos, como por exemplo, no dia-a-dia como comer ou ir à escola e pegar em um lápis. Normalmente esse tipo de terapia é utilizado em casos de paralisia cerebral, autismo, distúrbios de aprendizagem entre outros problemas que afetam o cotidiano da criança.

As técnicas utilizadas nessa terapia seguem de acordo com a dificuldade que o paciente apresenta. A ludicidade também é muito utilizada com jogos e brincadeiras, além também de atividades que envolvam a criação de desenhos, seja pintando ou modelando, podendo incluir teatro e dança.

Nesse vídeo do youtube você entende como é a ludoterapia:

Publicado por Ananda
Revisado em 19/08/2015

Compartilhar

Comentar com Facebook

Receba novidades

Comentar